Toledo do Brasil

Busca de produtos

PE-551
Características e benefícios

Processador estatístico minimizando gastos e otimizando resultados.

Conectado à balança, ele captura dados de peso, verifica a conformidade com padrões pré-estabelecidos e imprime um relatório estatístico com todas as informações.

PE-551
Compre Agora - 0800 55 41 22
Compre Agora Clique Aqui
Agilidade Comodidade Segurança

Caracterísiticas

O Processador Estatístico possui, no fornecimento Standard, as seguintes características:

  • 1 Cabo de interligação com Balanças Ohaus (Linhas Explorer, Explorer Pro, Adventurer, Adventurer Pro, Pioneer e Discovery);
  • 1 Adaptador de força, Full Range 110/220v automático;
  • 12 Bobinas de papel térmico (57 mm de largura e 18 m de comprimento cada);
  • Dimensões da embalagem (mm): LxAxP – 450 x 235 x 215
  • Peso bruto da embalagem: 2,25 kg;
  • Dimensões do processador: LxAxP - 150 x 110 x 275
  • Peso líquido do processador: 0,7 kg;
  • Manual do usuário em português.

Após o envio dos dados de peso pelo canal de comunicação serial, serão obtidos os seguintes resultados:

  • Número de Amostras (N);
  • Maior valor de peso (máximo);
  • Menor valor de peso (mínimo);
  • Amplitude (diferença entre o maior e o menor peso);
  • Variância;
  • Desvio padrão;
  • Precisão;
  • Media aritmética;
  • Coeficiente de variância (CV%).

Além das informações acima, serão impressos:

  • Todos os valores de pesos das amostras individuais;
  • Identificação (nome) do operador;
  • Número do lote (PE-551) ou requisição (PE-551F);
  • Data;
  • Hora;
  • Campos para assinatura do operador e responsávell (PE-551) ou farmacêutico e manipulador responsável (PE-551F).

Conheça também

PE-551F (PROCESSADOR ESTATÍSTICO FARMA)

O PE-551F ou Processador Estatístico Farma efetua o cálculo do Peso Médio e todos os cálculos estatísticos da amostra e verifica a conformidade ou não do resultado, de acordo com os padrões. Você pode selecionar entre a farmacopéia Americana (USP – United States Pharmacopeia) ou ainda configurar os seus próprios limites de acordo com as tolerâncias especificadas no seu processo (personalizado), o que a torna a ferramenta ideal para controlar a qualidade na produção de medicamentos.